24/08/2021

BIOART INAUGURA SEU PRIMEIRO QUIOSQUE SUSTENTÁVEL E TRAZ AÇÕES PARA AJUDAR O MEIO AMBIENTE

Localizado no jardim do Aeroporto Internacional de Florianópolis, o projeto apresenta arquitetura sustentável, ponto de coleta de embalagens, que serão transformadas em novas, e retirada dos lixos dos mares da região.

A Bioart, marca clean beauty de biodermocosméticos naturais, veganos e sustentáveis, celebra 11 anos de história inaugurando seu primeiro quiosque, totalmente sustentável, no dia 16 de agosto. Localizado no jardim do Aeroporto Internacional de Florianópolis – Hercílio Luz, cidade berço da empresa, o espaço priorizou o cuidado com o meio ambiente em todo o seu processo de construção, trazendo compensado naval feito de madeira proveniente de reflorestamento, iluminação de led, que além de economizar a energia, não contém materiais prejudiciais ao meio ambiente. Também foram utilizados fragmentos, que seriam descartados, de marmorarias e jazidas. E as novidades não param por aí! A empresa será a pioneira na implementação do sistema de Upcycling (reaproveitamento de resíduos) das embalagens de cosméticos, que se transformarão em futuras embalagens da marca ou partes das próximas lojas.

Além do sistema de reaproveitamento de resíduos, a Bioart contará também com a ajuda de times de esportistas, que irão retirar o lixo dos mares de Florianópolis e toda região, transformando os materiais descartados em novas formas de uso. “Seguiremos todos os protocolos de segurança indicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para realizar essa ação. Haverá pontos de coletas perto dos oceanos de Florianópolis e em nosso primeiro quiosque sustentável no aeroporto”, explica Soraia Zonta, fundadora, CEO e Diretora de inovação e sustentabilidade da Bioart.

Inspirada na natureza e motivada pelo tratamento da pele, a Bioart inovou, 11 anos atrás, trazendo saúde através de ciência e biofórmulas com techbio, que trazem resultado dermatológico efetivo. Pioneira em desenvolver e produzir biocosméticos e eco make-ups no Brasil, a marca iniciou sua produção em um momento que o mercado pouco conhecia sobre o universo natural e segue transformando, trazendo inovação e preservando o meio ambiente. A marca foi a primeira empresa brasileira a trazer refil de maquiagem, a desenvolver protetor solar natural, fazer co-lab com dermatologista e a adotar o modelo de negócios sustentável Chemical Leasing, recomendado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

“A sustentabilidade permeia todos os processos da marca. Nossa fábrica sustentável está alinhada aos mais altos padrões de sustentabilidade que permitiram a certificação de produtos da francesa Ecocert Cosmo Natural, um dos principais e mais importantes selos naturais e orgânicos do mundo. Também realizamos pesquisas tecnológicas junto a Organização das Nações Unidas (ONU) e outros órgãos para não gerarmos lixo invisível durante a produção e também na utilização dos nossos produtos em casa, nos preocupando também com a logística reversa das embalagens. De forma simples e transparente, queremos fechar o ciclo na cadeia total de sustentabilidade”, conta Soraia Zonta

Arquitetura sustentável do quiosque

O quiosque da marca foi planejado minuciosamente em parceria com a Infinitah! projetos, que tem em seu DNA a sustentabilidade e a conexão com o que é fundamental para a vida e para a natureza, tendo como prioridade o cuidado com o meio ambiente. A busca pela essência e pelo que é verdadeiro move as duas empresas, por isso, encontraram soluções sustentáveis para a construção do espaço utilizando, acabamento natural composto de fragmentos de marmorarias e jazidas, que seriam descartados e tijolos sustentáveis artesanais. O espaço também conta com compensado naval, feito de madeira proveniente de reflorestamento e iluminação de led, que economiza energia e não prejudica o meio ambiente. Pontos estratégicos do quiosque são revestidos com lâminas de bambu natural trazendo sofisticação e beleza; esse material é considerado a madeira do futuro por ter ótimo custo-benefício, rápido crescimento, ser resistente e ao mesmo tempo flexível e ainda por ser uma das plantas que mais purifica o ar.

Criar um espaço que traz equilíbrio entre o ser humano, a tecnologia e a inovação, aliados ao respeito à natureza e aos animais foi o objetivo do projeto.

“Almejamos criar um espaço de inovação, informação e sustentabilidade dentro do jardim do aeroporto de Florianópolis. Esse local é muito especial. Foi idealizado e planejado nos últimos três anos. Envolvemos profissionais e ações conectados com nosso manifesto, para ser uma estrutura sustentável”, revela a fundadora.

“Quando conhecemos a Bioart e identificamos a seriedade e o cuidado que a empresa traz, desde a escolha dos ingredientes, desenvolvimento de cada produto e o pós-produção, foi amor à primeira vista; um encontro único. Toda a história da marca nos inspirou para levar a essência da empresa ao público através do ponto de venda. Foram quase 3 anos de estudos, pesquisas, análises de materiais e composição estética que resultaram em um local que traduz o espírito da Bioart: tecnológica, orgânica e vegana e que cuida da pele das pessoas sem prejudicar o planeta”, contam Gabriela Bosco Dutra e Vanessa Buonomo, da Infinitah! projetos

Ações sustentáveis para coletas de embalagens e materiais recicláveis

Além da estrutura do quiosque, há um trabalho especial com as embalagens dos produtos da marca. Feitas de papelão reciclado, a Bioart também faz parte de um programa de compensação ambiental das embalagens que coloca no mercado, oferecido pela eureciclo, um dos selos concedidos à marca, que destina recursos para o desenvolvimento e operação das cooperativas de reciclagem.

Pensando nos pilares de atuação social, ambiental e econômico, as vitrines de coleta de lixo da marca levarão os seguintes selos e comunicações:

Selo Reciclagem ♻ – para depositar os produtos de plástico verde, a marca vai transformar em uma nova embalagem para bioskincare BIOART.

Selo eureciclo – investimento em reciclagem por meio da compensação ambiental, destinando recursos a uma rede de cooperativas e operadores parceiros, que são remunerados pelo serviço prestado de coleta e direcionamento de resíduos para a reciclagem.

Selo reciclagem convencional ♻ – para recolher embalagens de plástico e metal, ou embalagens retiradas das ruas e oceanos, que serão transformados em outros produtos.

Os coletores de lixo de metal serão doados para catadores e cooperativas, para incentivar a prática que mais gera renda no universo da reciclagem. O vidro terá incentivo especial para higienização e reuso em casa e haverá também compostagem para orientar e incentivar a prática no lar das pessoas. Além de um ”fale com a gente” para a população participar e saber sobre uma recompensa diferente a cada semana para incentivar todos a contribuírem com o sistema de coleta.

A inovações não param por aí! Nas comunicações desses pontos, a Bioart implementará o take back, que receberá embalagens da marca utilizadas pelos clientes, transformando-as em novos materiais e produtos, gerando assim novos ciclos. A empresa também planeja criar produtos com Design para ciclo fechado, que serão produtos que permitem uma reciclagem para materiais que voltam a ser eles mesmos.

Produtos, atendimento e incentivo à leitura

Todo o portfólio da marca, que conta hoje com mais de 60 produtos, à venda no site, poderá ser encontrado no quiosque, que devido às restrições impostas pela pandemia do Covid-19, os atendimentos no local poderão ser realizados com hora marcada, pelo aplicativo de mensagens, para que o momento da compra seja o mais confortável e seguro para todos.

Além dos produtos, o quiosque irá contar com um local de literatura de compra e indicação de livros. Os títulos disponíveis são: “Os desafios da mulher empreendedora do novo tempo”, título que a Soraia Zonta é co-autora, relata os desafios enfrentados pelas mulheres neste período de pandemia. Estão reunidas nesta obra, 24 mulheres, dos mais diversos segmentos: moda, mecânica, gastronomia, alimentício, esporte, cultura, beleza, líderes de mulheres, logísticas e tantos outros nichos. E o livro “Você Mulher Ainda Melhor”, da jornalista e escritora Ana Lavratti, que traz 30 biografias de mulheres que inspiram, inclusive traz a trajetória de Soraia Zonta. Ao desbravar essas histórias de mulheres de valor, o leitor recebe um chamado a acessar o seu melhor.

Serviço:

  • Para atendimento com hora marcada, é necessário enviar uma mensagem para: (48) 9 9129-7853
  • Atendimento acontecerá das 9:00 às 19:00.
  • seja@bioart.eco.br

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:
Index – Estratégias de Comunicação
(11) 3068-2000
Joyce Muller – joycemuller@indexconectada.com.br
Nahuara Moraes – nahuara@indexconectada.com.br
Kelly Karoline – kellykaroline@indexconectada.com.br